Supostos Mortos estavam aptos a votar na eleição do SINTEAL de acordo com denúncia

A 9ª vara do Trabalho de Maceió atendeu o pedido da Chapa 2 “Unidade, Resgate e Ação “, representada pela professora Enaura Fernandes, e também com a anuência do Ministério Público do Trabalho (MPT) ao suspender a eleição para o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas – Sinteal, marcada para o dia 04 e 05 de setembro.

A Justiça do Trabalho solicitou a suspensão da eleição deste ano com o objetivo de buscar mais transparência no processo eleitoral, depois de constatar, por meio de provas apresentadas em audiência, realizada no dia 03 de setembro , que a Comissão Eleitoral destituída estava beneficiando a Chapa 1 “Luta, Unidade e Compromisso”, chapa da atual e sempre direção do Sinteal, há mais de 30 anos.

Dentre as irregularidades verificadas, falta de isonomia no tratamento das chapas, uso político da máquina pela Chapa 1, vários anônimos sem identificação, mortos na lista de votação, atraso na entrega na lista de filiados para a Chapa 2 etc.

Como nova Comissão Eleitoral constituída agora por representantes das duas chapas e por indicação da Justiça do Trabalho, o novo pleito realizar-se-á no dia 09 e 10 de outubro.

Com informações de O Fato.