Palmeira dos Índios: Defensoria Pública participa de debate sobre “Eleitor Consciente”

A Defensoria Pública do Estado participou, ontem, do 1º Ciclo de Debates do projeto “A Mudança Sou Eu”, que aconteceu na Fundação de Amparo ao Menor (FUNDANOR), localizada no bairro Vila Nova, em Palmeira dos Índios. Nessa primeira etapa, o projeto abordou o tema “Eleitor Consciente” e contou com a presença de aproximadamente 120 adolescentes, com idades entre 15 e 18 anos, que estudam nas escolas públicas municipais Marinete Neves, Gerson Jatobá e Pedro Rodrigues Gaia.

Durante o evento, a defensora pública e coordenadora da 7ª Coordenadoria da Defensoria Pública – Bacia Leiteira, Bruna Rafaela Cavalcante, abordou a importância de se conhecer bem os candidatos, debatendo assuntos como a Lei da Ficha Limpa, sua história, importância e aplicação, e aconselhou os adolescentes a analisar as propostas e vida pregressa dos candidatos.

Na oportunidade, a defensora pública apresentou aos jovens diversos aplicativos criados com o objetivo de facilitar o acesso do público aos dados sobre os candidatos e regras da Justiça Eleitoral, dentre eles, o aplicativo E-Título, o Título de Eleitor digital que pode ser usado no dia da votação; o “Guia do Voto”, aplicativo sobre Direito Eleitoral, o “Detector de Ficha de Político”, que reconhece o candidato por foto ou nome e informa se ele responde por algum processo criminal ou por improbidade administrativa na justiça; e o aplicativo “Pardal”, criado pela justiça eleitoral para ajudar o eleitor a denunciar a compra de votos.

Além da defensora, os jovens assistiram a palestras com o Dr. Thiago Chacon, Promotor de Justiça, Dr. França Junior, presidente regional da OAB Palmeira dos Índios, e do estudante de Informática do Instituto Federal, José Ferreira Leite Neto.

O evento foi a primeira parte do Ciclo de Debates do projeto “A Mudança Sou Eu”, projeto de Formação de Jovens Cidadãos desenvolvido pelo MP/AL, que tem por objetivo formar jovens conscientes dos seus direitos nas diversas áreas de formação, trabalhando a interdisciplinaridade e o ativismo social.

As etapas seguintes acontecerão nos próximos dias 19 e 26 de setembro, no mesmo local, e será dirigida para alunos das escolas estaduais.

Ascom – 06/09/2018